Media Shots - Digital Storytelling | Arranque oficial do projeto StoryA
Deste lado do atlântico a Media Shots junta-se a organizações da Suécia, Áustria, Itália, Reino Unido, Áustria e Bélgica para, através de histórias digitais sobre experiências de mobilidade, ilustrar as inúmeras competências informais, soft skills, que trazemos connosco cada vez que saímos para fora e vemos o mundo através de diferentes perspetivas culturais, geográficas, etc.
Histórias, storytelling, mobilidade, currículos, self branding, storyabroad, cosmopolitas
15707
post-template-default,single,single-post,postid-15707,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-17.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

Arranque oficial do STORYA

Arranque oficial do STORYA

Uma história bem contada pode ser uma porta para novas oportunidades? Estes dias, em Brighton, foi a estreia deste projeto transnacional que se propõem provar que sim, através dos contributos de parceiros da Europa, África e Estados Unidos.

Deste lado do atlântico a Media Shots junta-se a organizações da Suécia, Áustria, Itália, Reino Unido e Bélgica para, através de histórias digitais sobre experiências de mobilidade, ilustrar as inúmeras competências informais, soft skills, que trazemos connosco cada vez que saímos para fora e vemos o mundo através de diferentes perspetivas culturais, geográficas, etc.

Nos próximos meses vamos trabalhar em Lisboa, com estes novos cosmopolitas, ensinando-os a comunicar a complexidade das suas experiências, através de histórias simples, que tornarão mais ricas as suas relações laborais e mais vastas as suas futuras oportunidades de trabalho.

Pensar de forma criativa e flexível, encontrar soluções que se adaptem a diferentes ambientes e desafios ou saber mediar e gerir conversas que envolvem diversas culturas, são competências muitas vezes “invisíveis”, mas cada vez mais valorizadas pelos empregadores, nestes tempos globais em que cada vez mais se circula e se aprende longe de casa, nos mais variados contextos.

Nos próximos meses vamos trabalhar em Lisboa, com estes novos cosmopolitas, ensinando-os a comunicar a complexidade das suas experiências, através de histórias simples, que tornarão mais ricas as suas relações laborais e mais vastas as suas futuras oportunidades de trabalho.